Saiba como preparar, os benefícios e as diferenças entre os tipos de arroz

Você gosta de arroz? Ele está presente no seu cardápio todos os dias? Como você prepara? No Bem Estar desta segunda-feira (23), o endocrinologista Alfredo Halpern e a nutricionista Ceres Mattos Della Lucia explicaram os nutrientes, as diferenças entre os tipos de arroz e também a melhor maneira de prepará-los.

Segundo os especialistas, o arroz é um produto bom, barato e gostoso combinado com uma leguminosa, como o feijão ou a lentilha, por exemplo, torna-se um alimento ainda mais interessante. Isso porque as proteínas presentes no arroz são incompletas e, se for consumido junto com o feijão, essas proteínas se completam, aumentando o valor nutricional da refeição.

A nutricionista Ceres Mattos Della Lucia mostrou ainda como é constituído o grão do arroz na casca e no farelo, há a presença de fibras, minerais e vitaminas; no endosperma, que constitui 85% do grão, tem amido; já no gérmen, que é a parte interna do arroz e representa 1,5%, há vitaminas E, do complexo B, proteínas, minerais e lipídeos.

No caso do arroz branco, mais consumido pelos brasileiros, o processo de polimento retira essa casca, o farelo e o gérmen, tornando-o pobre em vitaminas e minerais.

Isso é feito para elevar o tempo de prateleira do produto e facilitar o cozimento segundo a nutricionista, porém, o arroz branco é rico em energia, o que também é importante para a saúde.

Já o arroz integral é o mais saudável de todos porque preserva o farelo e o gérmen, onde fica a maior parte das fibras, vitaminas e minerais segundo o endocrinologista Alfredo Halpern, apesar de custar o dobro do arroz branco, o integral tem mais fibras e, por isso, promove mais saciedade por mais tempo.

O parboilizado também é uma opção melhor do que o arroz branco porque tem mais vitaminas e minerais além disso, como já passou por um pré-cozimento, os grãos ficam mais soltos e com menos risco de empapar. Existem ainda o arroz negro e o arroz selvagem, muito mais caros do que o arroz branco, que também são ricos em fibras, proteínas e minerais, como explicaram os especialistas.

O arbóreo, utilizado muito para quem faz risoto, tem praticamente o mesmo preço do arroz branco e também é rico em energia já o arroz carnaroli é o preferido dos italianos e também pode ser usado para fazer risoto, mas é mais caro do que o arbóreo. A nutricionista falou ainda sobre o arroz vitaminado, que tem também quase o mesmo preço do arroz branco, e é rico em vitamina B1, ácido fólico, ferro e zinco.

Por último, os especialistas mostraram o arroz japonês, usado no preparo de sushis, e alertaram para a quantidade de açúcar presente nele. Há ainda o arroz vermelho, rico em ferro e zinco, ainda pouco conhecido no Brasil.

Panela elétrica
A repórter Carla Modena foi até a casa da gerente de T.I., Ivoty Cordeiro, para mostrar como é feito o arroz na panela elétrica por ser uma opção mais prática e rápida, ela é a preferida na casa da Ivoty.

Com azeite, alho picado, arroz, água e uma pitada de sal, a gerente só tampa, liga a panela e espera a receita ficar pronta.

Segundo a chefe de cozinha Tatá Cury, é possível ainda incrementar o arroz feito na panela elétrica com azeite, cebola, alho, tomate, milho, cenoura, mandioquinha e sal, ela preparou um arroz com legumes. Para deixar o arroz ainda mais solto, a dica é lavá-lo ainda mais, como mostrou a reportagem (veja no vídeo acima).

Arroz saudável

Arroz saudável

Ninguém duvida que o arroz de todo dia, refogado com alho e cebola, é saboroso e saudável. Porém, a nutricionista Lara Natacci alerta que o modo de preparo pode diminuir o poder dos nutrientes já que manter a gordura esquentando por muito tempo pode transformá-la em uma gordura ruim.

Para que isso não aconteça, a especialista mostrou um jeito novo de preparar o arroz, sem usar óleo, como mostrou a reportagem da Natália Ariede (confira no vídeo).

Primeiro, é preciso ferver a água e acrescentar sal para 2 litros de água, é colocada uma colher bem rasa. Em seguida, o arroz já pode ser colocado e mexido, como se fosse um macarrão, por exemplo. Depois de 15 ou 20 minutos, quando o arroz estiver cozido e solto, é só tirar e escorrer na peneira. Porém, como ele não foi refogado com os temperos, é preciso preparar um molho especial com cebola, alho, azeite, gengibre, limão e açafrão.

Arroz de festa
Para o fim do ano, o chefe Renato Cariona mostrou como preparar um arroz com lentilha de um jeito saudável e saboroso.

Para cozinhar a lentilha, dá para usar água ou também caldo de frango, feito com a carcaça do frango e temperos. Depois que a lentilha ferve, é só diminuir o fogo e pegar outra panela para fazer o arroz. Primeiro, é preciso refogar a cebola e o alho com um pouco de azeite e, no lugar da água, colocar novamente o caldo de frango. Depois, a dica é acrescentar tomilho (confira no vídeo).

Com cebola e alecrim, o chefe ensina a fazer um molho para misturar com a lentilha, como mostrou a reportagem da Carla Modena. Se quiser mudar um pouco o arroz branco, dá para acrescentar tomate, cebolinha, cenoura, damasco e nozes para deixá-lo com uma cara nova e mais sabor.

Fonte: Bem Estar (TV Globo)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

www.000webhost.com